quinta-feira

Com fama de "picareta", vereador trai Padre Severino e se lança pré-candidato a prefeito no Conde

Com fama de "picareta", vereador trai Padre Severino e se lança pré-candidato a prefeito no Conde

Se havia alguma dúvida em relação ao racha entre o Padre Severino Melo e o vereador Ednaldo Barbosa (Naldocel), agora, ela não existe mais. Na tarde desta sexta-feira (27), integrantes do PT de Conde teriam revelado que a relação de amizade entre Naldocel e o Padre Severino azedou.

Decepcionado com a "arapuca" armada por seu "fiel escudeiro", o padre, que é quem tem os votos da oposição lá no Conde, decidiu emitir no mês de dezembro a polêmica nota, afirmando que iria se dedicar a vocação e esquecer a política. "Esse vereador Naldocel tem fama de picareta aqui no Conde, quer passar por cima do partido e já passou por cima do padre para lançar sua candidatura a todo custo. Prestem atenção que ele nunca mais falou no nome do padre e quer aparecer sozinho e esquece que o projeto maior é do PT e não dele", declarou um filiado petista.

Alguns membros do PT ainda afirmam que o padre não quer nem ouvir falar no nome do vereador, e, desde dezembro, quando se desfiliou sem justificativas do PT, não pisou mais no Conde, e não falou mais com Naldocel, após discussão entre os dois. "O padre está feliz em Mamanguape onde ele exerce o sacerdócio, a decepção dele com a arapuca armada por esse vereador, para ele desistir de ser candidato a prefeito é grande", afirmou um petista revoltado.


O vereador Naldocel que em dois anos não apresentou nenhum projeto relevante na Câmara Municipal, vive envolvido em confusões e polêmicas. Atualmente ele vem usando a mídia para se promover, atacando a gestão da prefeita Tatiana Corrêa (PTdoB), numa nítida estratégia de se promover como oposição e pré-candidato a prefeito. Porém, se depender dos membros do PT, ele não obterá êxito e não será o candidato a prefeito do partido.

O padre Severino foi candidato a prefeito em 2012 e ficou em segundo lugar, conquistando uma expressiva votação. No mês de dezembro de 2014, ele emitiu uma nota à imprensa que causou estranheza e depois disso não falou mais sobre política. Há quem diga que o Padre pode ser candidato em Mamnguape, onde já lidera a prefência, mas sua família apelou para que se mantenha loge da política e firme na fé do sacredócio.

"Quem dá rasteira em um padre, vai merecer confiança de quem?", finalizou a fonte petista e acrescentou: "esse vereador não paga nem promessa a santo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário