quinta-feira

TRE-PB rejeita embargos de declaração do PSB contra desfiliação de Bira

Vereador alegou justa causa para deixar o partido e Corte acatou o pedido

 
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) rejeitou, por unanimidade, durante a sessão desta quinta-feira (15), os embargos de declaração do PSB, contra a decisão do próprio órgão que no último dia 18 de julho assegurou direito o vereador Bira deixar o partido sem perder o mandato.


Na ação, Bira, que alias se filiou ao PT esta semana, alegava justa causa. O parlamentar disse que sofreu perseguição interna, desde 2012, após apoiar a candidatura do ex-prefeito Luciano Agra, e o TRE.

Na sessão de hoje, a Corte Eleitoral analisou que não houve nenhum vício no julgamento e manteve na integralidade da decisão anterior de julho, quando o relator do processo, desembargador Saulo Benevides, reconheceu que existiam conflitos na relação entre o partido e o vereador, que sofreu uma via crucis na legenda. “Todos nós aqui acompanhamos isso pela imprensa”, disse o relator Saulo Benevides, afirmando ainda que o ponto mais grave foi dificultar a obtenção do registro da candidatura a vereador pelo partido.

“A decisão de hoje ratifica que todos os nossos argumentos têm sido respaldados pela justiça eleitoral”, destacou Bira.

O vereador ainda falou da dificuldade do PSB em aceitar sua desfiliação, afirmando que o partido está politicamente e juridicamente equivocado. “Eles não conseguem comprovar nenhuma acusação, nem receberam se quer um voto favorável”, isto demonstra que não estão com a verdade.

Da Redação
WSCOM Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário