sexta-feira

“Para vencer as ciladas do diabo, precisamos fugir dos desejos da nossa natureza carnal”, orienta pastor Silas Malafaia

As batalhas espirituais são questões muito abordadas na temática das mensagens pregadas por pastores pentecostais, e o crescimento pessoal de cada cristão em sua espiritualidade é apontada como a principal forma de capacitação contra o que popularmente é chamado de "ciladas do inimigo".

 

Num artigo sobre o tema, o pastor Silas Malafaia abordou os dois lados da questão, lembrando que satanás age baseado no mundo espiritual: "Apesar de ser sagaz e inteligente, o inimigo tem certo padrão de comportamento; é repetitivo em suas estratégias e ações; o que nos permite identificar sua atuação e tomar algumas precauções, como vigiar e orar a Deus, para que, revestidos do poder de Cristo e do discernimento e sabedoria do Espírito Santo, escapemos das astutas ciladas do diabo", escreveu.

O pastor Malafaia observa que "satanás é um ser espiritual, que não tem necessidade de alimentar-se, dormir e descansar para repor suas energias; logo, não se cansa de trabalhar contra nós, pois odeia tudo quanto Deus criou", mas pondera que a atuação dele não é descoordenada: "O diabo não ataca de qualquer jeito; ele costuma esperar a hora em que estamos mais debilitados espiritual, emocional e fisicamente para nos dar uma rasteira".

Segundo Malafaia, o diabo "é estratégico e usa o que tem de mais eficaz para atacar o homem: tentar-nos com os desejos da carne, a cobiça dos olhos e a soberba da vida (1 João 2.16)", e as coisas vindas dele são ilusórias: "O diabo é um expert em mentir, iludir, enganar. É por meio da mentira que se estabelece, e sua finalidade é destruir e matar (João 10.10), deturpando a imagem de Deus no homem e levando este à morte eterna, ao juízo que está preparado para o inimigo de Deus e seus anjos rebeldes".

As armas à disposição do cristão na batalha espiritual são, de acordo com o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), baseadas principalmente na confiança em Deus.

"Precisamos primeiro entregar a nossa vida a Cristo, recebendo-o como nosso Salvador e Senhor e tornando-nos templos do Espírito Santo. Não basta conhecermos o suficiente sobre espíritos malignos e como eles operam para termos vitória sobre eles. Se não formos obedientes ao Senhor, não conseguiremos vencer as investidas do inimigo, por menores que sejam. Também precisamos fugir dos desejos da nossa natureza carnal, resistindo à soberba da vida e à cobiça dos olhos, e encher-nos do Espírito Santo, pois é a presença deste em nosso coração que nos torna santos e gera em nós o Seu fruto (Gálatas 5.22)", orientou Malafaia.
 

FONTE:  Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário