terça-feira

Mãe evangélica entrega filho acusado de matar um estudante de 19 anos

A família do adolescente preso por matar um estudante de 19 anos no bairro Belém, zona leste de São Paulo (SP), na terça-feira (9), é evangélica, ficou surpresa com o crime e não vê razões para o jovem ter cometido o crime.

 
 
A irmã do acusado descobriu que seu familiar estava envolvido no homicídio pela semelhança entre o irmão e a pessoa que aparecia nas imagens das câmeras de segurança. Além disso, ela estranhou o fato do irmão chegar em casa com um celular novo, logo após o assalto de terça.
 
O acusado matou o estudante Victor Hugo Deppman de 19 anos, cursava a graduação de Rádio e TV na Faculdade Cásper Líbero, quando chegava em casa.
 
A família do assaltante disse que ele deve sim pagar pelo crime. A mãe evangélica foi quem levou o filho até o Fórum da Infância e Juventude, no Brás, centro de São Paulo (SP), na noite da quarta-feira (10), para que ele se entregasse a Justiça.
 
Vizinhos do adolescente preso contaram que ele frequentava desde pequeno às reuniões da igreja junto a família e já chegou a fazer pregações na Cracolândia. A irmã afirma que o rapaz passou pela Fundação Casa, onde cumpriu medida socioeducativa anteriormente, mas teve uma criação religiosa e foi bem orientado.
 
A família mora na Favela Nelson Cruz, no bairro do Belém, mesmo endereço do garoto morto e onde o homicídio ocorreu. Segundo a família, a casa de dois cômodos, onde moram, foi revistada na última quarta-feira (10) pela Polícia Militar.
 
"Não está certo invadirem a minha casa como fizeram, dizendo que meu irmão é vagabundo, que é assassino. Eles queriam fazer a prisão aqui, mas não sabiam que ele já estava no Fórum se entregando", afirmou a irmã.
 
Ela contou ainda que não foram encontradas drogas e armas em sua casa.
 
A versão dada pelo adolescente para o crime foi a de que ele queria apenas o celular, mas se assustou quando ouviu o universitário dizer que era policial.
 
Fonte: Christian Post / webradiocasc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário