sexta-feira

Movimento 'Maconha Não' é instalado no Fórum Evangélico Nacional

O evento contou a presença de autoridades políticas evangélicas e da defensora do Movimento, Marisa lobo
 
 
Neste sábado (16) foi instalado durante a reunião do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política, que foi realizado em Roraima, o Movimento “Maconha Não”. Dentre os palestrantes, estava a psicóloga Marisa Lobo, conhecida pelas fortes opiniões contra a legalização da maconha e do aborto e defensora do Movimento “Maconha não”, além da participação de diversas autoridades políticas evangélicas do Brasil.
 
Os participantes discutiram no encontro a atual estruturação das famílias brasileiras e o Movimento cristão pela valorização da vida e fortalecimento da família. A psicóloga palestrou sobre a descriminalização das drogas e discutiu a problemática do consumo da maconha e a cocaína.
 
Marisa Lobo defende a não legalização da maconha no Brasil. Segundo ela, a droga é uma das principais responsáveis por grande parte das desestruturações nas famílias e, além de causar dependência, é o caminho para outras drogas. “Muitos dos nossos jovens estão perdendo suas vidas por conta das drogas”, destacou Marisa.
 
Para o palestrante, o pastor e presidente do Fenasp, Wilton Acosta, que abordou no encontro o tema “Os riscos que correm a família brasileira”, muitos políticos religiosos no Brasil não buscam melhorias visando fomentar as políticas públicas, o que consequentemente não exercem o seu papel de cidadania.
 
Na avaliação do pastor, a igreja deve colaborar com as políticas visando o fortalecimento dos laços familiares. Queremos resgatar os valores cristãos desse país cristão que a grande maioria acredita nesses valores. Chamamos as famílias para gritar e recusar para aquilo que entendemos como desconstrução social e desconstrução dos valores. Este é o apelo que estamos fazendo em todos os lugares do país”, disse.
 
O movimento Movimento “Maconha não”, terá a participação de 21 membros de Roraima que devem buscar políticas públicas para o estado.
 
Fonte: Christian Post / webradiocasc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário