segunda-feira

Uma história de evangelização: 75 anos da ACEV


A Ação Evangélica (ACEV), com sede na Rua do Prado, 409, em Patos, na Paraíba, comemora neste ano de 2013, 75 anos de existência. Ela foi fundada, em 1938, pelo inglês Pr. Eduardo Mundy, que inicialmente estabeleceu a base dos trabalhos evangélicos, na cidade de Princesa Isabel, PB e lá construiu a primeira igreja da ACEV, em 1943.
 
 
 
75 anos da ACEV
Inauguração da Igreja Ação Evangélica de Princesa Isabel em 1943
 
Pr. Eduardo, juntamente com um bom número de convertidos ao evangelho simples e Bíblico de Jesus Cristo, decidiu transferir a sede da ACEV para Patos, em 1948, por ser um centro mais estratégico. A ACEV já estava aumentando a sua área de influência e pregação em Flores e Tabira, no Pernambuco e em Tavares, Imaculada, Matureia, Serra Grande, Itaporanga e Conceição, na Paraíba.
 
Em 1949, o Pr. Frank Dyer veio também da Inglaterra, com a sua esposa Ivy, para apoiar os trabalhos de evangelização da ACEV. Há 50 anos, a Ação Evangélica inaugurou a sua igreja atual na Rua do Prado, em Patos, e naquela década expandiu seus trabalhos para Campina Grande e, posteriormente, para João Pessoa.
 
75 anos da ACEV
Igreja Ação Evangélica na Rua do Prado em Patos
 
A ACEV sempre teve como ênfase o que ela chama da ‘missão integral’ da igreja. Desta forma, a ACEV se refere ao pregar e praticar do evangelho. A ACEV crê na importância de fé e obras, que ela sempre chama das duas pernas com as quais a igreja de Cristo deve sempre marchar. A ACEV é uma igreja que não procura sugar e sim servir!
 
Pensando assim, a Missionária Mary Peasley foi uma pessoa importante no serviço prático às comunidades isoladas do sertão nos anos 50, com seu trabalho de enfermeira e parteira. Como também a minha esposa Betinha, que ainda bem jovem, coordenou a distribuição de alimentos com pessoas de baixa renda em parceria com a “Aliança para o Progresso” dos EUA nos anos 60. Em 1962, a ACEV fundou a sua primeira escola em Patos que teve como diretora a Dona Euda Conserva que é mãe do ex-vereador Madiel. Hoje, a ACEV tem uma excelente escola no bairro do Jatobá em Patos, também em parceria com o Governo Municipal. A escola tem o nome do Pr. Frank Dyer que assumiu como o segundo presidente da ACEV depois do falecimento do fundador num acidente de trânsito, em 1971.
 
A Ação Evangélica hoje tem quatro programas de atuação social que são vinculados às nossas igrejas, não como isca e sim como expressão do amor de Deus. O Programa Sertão Sustentável tem projetos de poços, cisternas, plantação, 4 Pernas (cabras), abelhas, arborização e meio ambiente. O Programa Ação Educar mantém 20 escolas de reforço espalhadas na Paraíba e Pernambuco exclusivamente para crianças carentes. O Programa de Assistência Social inclui os projetos de HIV/AIDS, odontológico, banco de alimentos, da melhor idade e de pessoas especiais. O Programa de Treinamento tem seminários teológicos em Patos, Campina Grande e Princesa Isabel, além de capacitações de curto prazo em diversas áreas, realizadas na Fazenda Verdes Pastos, em São Mamede.
 
75 anos da ACEV
O povo chegando para a inauguração de mais um poço da ACEV em agosto de 2012 na Comunidade quilombola de Fonseca no Município de Manaíra (PB)
 
Eu tive o prazer de vir trabalhar com a Ação Evangélica em 1972, e nestes 41 anos já tive o prazer de me naturalizar brasileiro e ter recebido títulos de cidadão Paraibano, Patoense, Manairense e São Mamedense diante dos serviços prestados às comunidades mais necessitadas do nosso Estado, que entendo ser um dever do cidadão cristão. Eu também trouxe a Patos a Cultura Inglesa, em 1995, que tem contribuído a população de Patos e região com seriedade e competência nos âmbitos culturais e acadêmicos. Fui presidente do Rotary Club Patos Norte e sou presidente do GIAASP e da OMEBE (Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil: secção Patos). Cito este resumo de serviços prestados à comunidade porque entendo, como toda a ACEV entende, que servir ao próximo é o prazer e dever do Cristão. Exerço todas estas funções, acima de tudo, como pastor evangélico e presidente da Ação Evangélica, desde 1987, depois que o Pr. Frank Dyer faleceu. O cristão evangélico não vive isolado numa ilha e deve estar sempre disposto a fazer a sua contribuição ao bem comum da sociedade.
 
Hoje, a Ação Evangélica é uma instituição evangélica bem melhor organizada e eficiente, do que na época do seu início mais informal e primitivo 75 anos atrás. Eu creio que hoje, temos uma base sólida e reconhecida que nos dá condições de expandir muito mais geograficamente, eclesiasticamente e socialmente rumo aos nossos 100 anos para a glória de Deus!
 
Pr. John Philip Medcraft / webradiocasc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário