terça-feira

Manuscritos da Bíblia de mil anos é encontrado entre 29 rolos de pergaminhos no Afeganistão

A Biblioteca Nacional de Israel adquiriu 29 rolos de pergaminhos datados de mais de mil anos contendo entre eles manuscritos com comentários do Livro profético de Isaías. Os arqueólogos afirmam ser a mais importante descoberta nos últimos 100 anos. 

 
 
Arqueólogos israelenses descobriram uma grande coleção de manuscritos antigos judeus de mais de 1.000 anos atrás,no leste do Afeganistão. A Biblioteca Nacional de Israel confirmou a descoberta e a compra dos 29 rolos de pergaminhos.
 
 
 
Acredita-se que são várias centenas de manuscritos. Supostamente é a descoberta mais importante dos últimos 100 anos, desde 1896, quando uma sinagoga egípcia descobriu 100 mil manuscritos bíblicos antigos.
 
Atualmente, a maioria desses manuscritos está nas mãos de comerciantes europeus. De acordo com especialistas israelenses só se percebeu a importância destes documentos após vários comerciantes após vários contatos deles oferendo para nos vender.
 
 
Os 29 pergaminhos adquirido por Israel chegaram ao país na semana passada, como resultado de mais de um ano de negociações. A Biblioteca se recusa a comentar sobre o montante da transação, mas perceber que esta é apenas uma primeira compra e que haverá mais no futuro próximo.
 
 
 
 
Segundo os cientistas, nos tempos medievais da região foi um importante centro cultural e econômico.Um valor adicionado da descoberta é que é a primeira evidência física que no Afeganistão antiga era uma grande comunidade judaica.
 
 
Os documentos foram encontrados por agricultores locais em uma caverna na fronteira com o Irã, numa região que hoje é um reduto dos talibãs. Os pergaminhos contem cartas e contratos civis em hebraico, aramaico, árabe e persa, e textos religiosos, por exemplo, e entre a descoberta estão comentários do Livro de Isaías, o primeiro dos livros proféticos do Tanach (Antigo Testamento dos cristãos).
 
 
Devido ao ambiente seco na caverna, os manuscritos puderam ser mantidos em estado de conservação muito bom, muito parecido como acontece com as cavernas de Qumran perto do Mar Morto.
 
Fonte: Infor Gospel / webradiocasc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário