sexta-feira

Marcha pra Jesus veta campanha eleitoral em igrejas evangélicas

A Marcha para Jesus espera reunir cerca de 170 mil pessoas na tarde desta quinta-feira (7). O tema principal da edição deste ano é a paz no trânsito, mas questões políticas em ano de eleições municipais também são lembradas. A campanha eleitoral de candidatos evangélicos, o combate à corrupção e a preservação da "família tradicional", sem a união de pessoas do mesmo sexo, são alguns dos assuntos abordados
Marcos Sérgio de Oliveira, pastor e um dos organizadores do evento, ressaltou que o movimento é também um recado para os políticos. "Estamos de olho na corrupção".
O pastor da Igreja Batista Nacional Filadélfia acrescentou que as igrejas evangélicas não são contrárias a candidatura de seus membros, contanto que a campanha não seja feita dentro dos templos religiosos. 
"Somos a favor que o pastor ou qualquer outra pessoa da igreja se candidate, desde que não obriguem suas ovelhas a votarem neles. Qualquer campanha deve ser feita fora dos templos. O templo não é lugar de fazer política e os fieis não devem ser pressionados a votarem em ninguém", explicou Oliveira.
Além da luta contra a corrupção e pela paz no trânsito, ainda há outros três princípios irrevogáveis da Marcha: a constituição da família tradicional, a liberdade religiosa e o direito a vida. Sobre a relação com a homoafetividade, um dos temas mais polêmicos, o pastor explica que o movimento não induz à exclusão dos que optam pela relação com pessoas do mesmo sexo. 
"Não desrespeitamos eles, pelo contrário. Nós respeitamos todos os seres humanos. Mas não abrimos mão de lutar em favor da família tradicional, que deve ser constituída de homem e mulher, e não de outra forma", acrescentou. Segundo o pastor, não há como pressionar nenhum eleitor, mas votar em candidatos que defendem o casamento gay é algo que partirá da consciência de cada um.
Milhares de pessoas já se concentravam uma hora antes do início da Marcha no balão do São Cristóvão, interditado pela Polícia Rodoviária Federal. O evento sai da avenida João XXIII a partir de 16h30min. A multidão é acompanhada por 14 trios elétricos, alguns da Bahia. A caminhada segue pela avenida João XXIII até chegar na Praça do Fripisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário