terça-feira

Mais ciclovias e menos rodovias!




  
“Bicicleata” Verde a favor do transporte sustentável dá partida nas mobilizações da semana do Meio Ambiente e da Rio + 20

Fazer com que o pensamento sustentável nos transporte chegue na frente. Para defender essa idéia o Partido Verde – RJ promoveu a “Bicicleata” – Volta da Lagoa. A manifestação “lúdico-política” aconteceu no domingo, 03/06, na orla da Lagoa Rodrigo de Freitas. A “bicicleata” teve por objetivo chamar atenção dos cariocas e do poder público municipal para a situação precária das ciclovias de nossa cidade.

O PV é a favor da aceleração da ampliação da malha cicloviária na zona norte e na zona oeste do Rio. Nessas regiões da cidade, segundo órgãos do setor de transporte, a bicicleta é mais usada no deslocamento para o trabalho. O combate à violência no trânsito, a maior segurança para os ciclistas cariocas e o aumento na implantação bicicletários são as bandeiras defendidas pelos verdes cariocas.
“Existe uma violenta demanda reprimida por espaço de lazer, do passeio a pé e de bicicleta. Hoje, como vimos na orla da Lagoa, esses espaços já estão engarrafados e acabam sendo perigosos porque uma existe uma dificuldade de convivência. Isso não está correto. È preciso haver um planejamento melhor para atender essa carência de serviço. É preciso também que haja uma ligação da malha cicloviária entre os bairros e vias especiais para bicicleta dentro de cada bairro. Já está mais do que na hora. As ciclovias precisam crescer dentro dos bairros” afirmou a Deputada Estadual Aspásia Camargo.
O Partido Verde tem um histórico de apoio e estímulo ao uso da bicicleta como uma alternativa de transporte saudável e não poluente, para pequenas e médias distâncias. No Rio de Janeiro, desde 1989, os verdes têm atuado junto ao poder público na luta pela implantação de ciclovias. Tendo como legado para cidade a conquista do título de maior malha cicloviária do país e a instituição de um código de conduta e educação para o ciclista.

Os verdes estão na direção do transporte sustentável. O partido acredita no equilíbrio do atendimento das demandas de mobilidade urbana com a manutenção da qualidade de vida através de políticas públicas que levem em conta o impacto causado ao meio ambiente. Por isso, acredita na integração do transporte público de qualidade ao transporte ativo (a pé, de bicicleta, de skate nas suas diversas modalidades, bicicletas, triciclos e quadriciclos elétricos).

“O Rio teve uma grande oportunidade para dar exemplo de mobilidade urbana sustentável em razão dos grandes eventos que a cidade vai sediar e que atraem investimentos para infra-estrutura. Na contramão a prefeitura de nossa cidade investe no transporte rodoviário ao construir grandes via expressas – trans-oeste, trans-carioca e trans-olímpica – que irão resultar em mais “trans…torno”, poluição e emissão de gases de efeito estufa, como o carbono. Devemos lembrar que de 2000 a 2011 a frota de veículos no país cresceu mais de 20%, passando de 34 para 70 milhões de automotivos. Somente no Rio são 250 mil veículos novos em circulação por ano, enquanto os trens, barcas e os bondes agonizam, além do VLT não sai do papel”, defendeu o representante do núcleo Ecologia Social – Rogério Rocco.
.
A “bicicleata” foi organizada pelo secretário de mobilização, Flávio Lazaro e por membros do núcleo de Ecologia Social do partido. O evento contou a participação de diversas lideranças verdes, de representantes do movimento ciclista e teve a adesão dos “pedaleiros” da Lagoa. Também participaram da manifestação, a representante da executiva nacional, Carla Piranda, a secretária nacional de Juventude, Julia Duppre, o presidente municipal do PV Rio, José Augusto Silveira e os representantes da executiva estadual -Tatiana Webh, José Augusto Venda e Carlos David Sion.

Nenhum comentário:

Postar um comentário