segunda-feira

Vereador é preso por dirigir bêbado na Paraíba, diz CPTran

Vereador do Cariri paraibano ainda tentou furar um bloqueio policial. Ele está detido na Central de Polícia em Campina Grande. 

 

Um vereador da cidade da Prata, no Cariri paraibano, foi preso no domingo (4) em Campina Grande. De acordo com o major Eduardo Jorge, da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), o político dirigia embriagado e ainda tentou furar um bloqueio policial. O parlamentar foi autuado por embriaguez ao voltante, desacato e resistência à prisão. Ele ainda perdeu a carteira de habilitação e a polícia aguarda o pagamento da fiança para liberá-lo.
No domingo, os agentes da CPTran realizaram uma operação com 10 pontos de bloqueio em Campina Grande. No ponto localizado na Rua Aprigio Nepomuceno, um agente pediu para que o motorista parasse, mas ele se recusou e tentou furar o bloqueio. O major disse que na tentativa de fuga, o vereador por pouco não atropelou um agente da CPTran.
Um motoqueiro da CPTran conseguiu interceptar o motorista do veículo e constatou que dentro do carro haviam duas latas de cerveja. “O motorista estava visivelmente embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro”, explicou o major Eduardo Jorge. O vereador de 46 anos foi até a Unidade de Medicina Legal (UML) para passar por exames clínicos e em seguida foi encaminhado para Central de Polícia da cidade.
Na carroceria do carro, a CPTran identificou que seis pessoas estavam sendo transportadas de forma irregular. “Não fizemos a notificação e deixamos para o órgão municipal de trânsito realizar”, disse o major. Sobre os riscos de dirigir embriagado, o major apontou a perda dos reflexos. "Ele  não tem coordenação das ideias e não sabe o que está fazendo. Se o policial da CPTran, por exemplo, não tivesse saído da frente do carro teria sido atropelado na fuga".
Durante a ação do domingo (4) a CPTran apreendeu 36 motos e um carro. Entre as ocorrências mais comuns estão o licenciamento com o pagamento atrasado, ausência do uso de capacete, e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) incompatível com o veículo conduzido pelos motoristas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário