quarta-feira

Navio holandês chega a Cabedelo e turistas aquecem economia


Foto: Vanivaldo Ferreira/Secom-PB

Depois de quase três anos, o navio de cruzeiro “Prinsendam”, de bandeira holandesa, aportou nesta quarta-feira (22)em Cabedelo. Durantedez horas, turistas norte-americanos e canadenses, em sua maioria, visitaram os principais atrativos turísticos da cidade e de João Pessoa. O navio de cruzeiros atracou às 6h e levantou âncora às 16h.
Para recepcionar os visitantes estrangeiros, a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), as secretarias de Turismo de Cabedelo e de João Pessoa, a Companhia Docas e a Polícia Militar montaram uma estrutura com o apoio da empresa de receptivos Luck. Antes da partida da embarcação, o governador em exercício, Rômulo Gouveia, esteve no porto para conhecer as dependências do navio holandês.
Assim que desembarcaram, os turistas conheceram o xaxado paraibano em uma apresentação do Grupo Folclórico do Sesc, e também o artesanato local. Boa parte dos visitantes optou por visitar o Centro Histórico, a Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes e praias de João Pessoa, além do Mercado de Artesanato (MAP). Outros preferiram conhecer a ilha de Areia Vermelha e a praia do Jacaré.
Para o diretor de Marketing da PBTur, Temístocles Cabral, a vinda deste navio a Cabedelo foi importante, pois, segundo afirmou, a iniciativa coloca a Paraíba na rota dos grandes cruzeiros internacionais. “Destacamos a parceria entre o poder público e a iniciativa privada para oferecer a nossa hospitalidade aos turistas estrangeiros e esperamos que outros navios de cruzeiros passem por Cabedelo”, declarou.

Foto: Vanivaldo Ferreira/Secom-PB

Movimento na economia – Técnicos do Observatório de Turismo do Convention Bureau de João Pessoa (CBJP) calculam que a presença de estrangeiros no Estado por um período de até dez horas teria injetado na economia local cerca de R$ 250 mil. Os cálculos se baseiam na contratação de ônibus para translado, gastos com alimentação, compra de artesanato e até mesmo a locação de taxis.
“Em experiências anteriores, os números mostram que este é um visitante diferenciado, com alto poder aquisitivo e que busca praticidade, além de atendimento qualificado”, explicaram os técnicos do CBJP. Há três anos, o Porto de Cabedelo recebeu 14 atracamentos do navio MSC Melody, que trouxe para o Estado mais de 25 mil cruzeiristas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário