quinta-feira

Mara Maravilha diz que reportagem do "Muito +" foi mentirosa e antiética

A cantora Mara Maravilha foi convidada pela produção do programa Muito+ da rede Bandeirantes para falar sobre os momentos marcantes de sua carreira. 

Enquanto assistia a um VT especial que relembrava sua trajetória profissional, Mara não fez questão de disfarçar seu descontentamento a apresentadora Adriane Galisteu. A matéria destacou fatos como: “Mara Maravilha confessa na TV que já usou drogas” e “Mara Maravilha tenta se matar”, Mara perdeu sua virgindade aos 17 anos e fez um aborto ao 20 anos.

Aborrecida  Mara Maravilha iniciou sua fala no “Muito +” com uma bronca ao vivo destinada à produção do programa: “Sou uma pessoa tranquila, mas confesso que agora minha mão ficou gelada ao ver esse VT. Achei de muito mau gosto, mentiroso e antiético. Se fosse a Mara de antes, eu sairia do palco e abriria um processo contra a TV Bandeirantes”, declarou a convidada ao vivo.

Mara aproveitou o momento para desmentir uma das notícias que saíram na imprensa e explicou que  “sofreu” um aborto e não “fez” um aborto como foi publicado na época. Já sobre uma possível dependência de álcool no passado, ela afirmou que nunca foi alcoólatra. “Já usei drogas consideradas medicamentos para emagrecer”, frisou a morena.

Atualmente casada e tocando uma carreira na música gospel, Mara Maravilha ressaltou que continua cantando louvores a Deus: “Eu sou apaixonada pela bíblia, continuo a lançar meus CDs e DVDs. Ultimamente tenho frequentado bastante a Igreja Batista, onde tenho tido bastante espaço para divulgar meu trabalho gospel”.

A cantora relata ainda que quando recebeu o convite para participar do “Muito +”, de Galisteu, foi proibida pela produção de falar sobre alguns assuntos religiosos.
Assista ao polêmico VT e  trechos do programa: 





Nenhum comentário:

Postar um comentário