quarta-feira

Mãe e dois filhos estão entre vítimas de acidente com 13 mortes na Paraíba

Segundo irmã, família voltava à Paraíba após 15 anos para passar o Natal.


130207218

Oito das treze vítimas do acidente ocorrido em São Mamede, no Sertão da Paraíba, foram identificadas oficialmente nos Núcleos de Medicina e Odontologia Legal de Patos e Campina Grande, até as 16h30 (horário local) dessa segunda-feira (5). O acidente envolveu uma van, um carro de passeio e dois caminhões. Entre os mortos estão uma mãe e dois filhos que viajaram de São Paulo com destino à cidade de Patos para passar o fim do ano com parentes. Francisca Procópio da Silva, de 34 anos, era natural de Cacimba de Dentro, no Agreste paraibano, mas há 15 anos não visitava a Paraíba.
Ainda muito abalada após fazer o reconhecimento dos sobrinhos no Numol de Patos, Maria de Fátima Silva disse que Juan, de 11 anos, e Kauê, de seis, iriam ter o primeiro contato com os avós maternos. Segundo ela, o pai dos meninos e marido de Francisca embarcou de São Paulo à Paraíba para identificar a esposa na unidade de Campina Gande.
Todos os sete corpos enviados para a unidade de Patos e um examinado em Campina Grande foram reconhecidos: os de Juan e Kauê; a assistente social do Hospital Regional de Patos, Terba Monteiro do Nascimento Diniz, de 45 anos; o estudante Vinícius Serrano Gurgel, 16 anos; a empresária Janete de Sousa Emiliano, de 50; o comerciante José de Arimatéia Simões de Melo, de 54 anos; Maria do Socorro de Lucena, de 50; e o motorista da van, José Alves de Torres, de 52 anos.
Segundo o diretor do Numol, a divisão de tarefas entre as unidades de Patos e Campina Grande foi necessária para agilizar a liberação dos corpos. Os serviços de necrópsia começaram na madrugada da segunda-feira (5) e terminaram na manhã. A previsão da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é de que o laudo apontando as causas do acidente seja emitido em cinco dias.


Sobreviventes

Das 14 pessoas que estavam na van, apenas uma sobreviveu. O adolescente de 16 anos foi arremessado para fora do veículo. Ele está internado em estado grave no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Segundo o pai, Dionísio Martins, o rapaz está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos. Ele fraturou o antebraço esquerdo e fêmur esquerdo. Os dois ocupantes do Fiat Palio sofreram ferimentos leves, foram atendidos no Hospital Regional de Patos.


Acidente


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu quando o motorista da van forçou uma ultrapassagem ao Fiat Palio e, ao ver que um caminhão vinha no sentido contrário, desistiu da manobra e acabou causando o choque.
Segundo o agente da PRF Clístenes Vieira, ao desistir da ultrapassagem o motorista da van, que transportava um grupo de João Pessoa com destino a Patos, no Sertão, bateu na lateral do Palio e em seguida colidiu de frente com o caminhão que transportava madeira. O Palio, após ser atingido, também perdeu o controle e bateu em um segundo caminhão.




Nenhum comentário:

Postar um comentário