segunda-feira

Blitz educativa marca Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito


O secretário de Estado de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, participou, na manhã de ontem, em João Pessoa, de uma ação educativa que reuniu vários órgãos de segurança e controle do trânsito. Motoristas que trafegavam na Avenida Epitácio Pessoa foram abordados com adesivagem e panfletagem no cruzamento com a Avenida Nossa Senhora dos Navegantes. A mobilização marcou o Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito.

Os adesivos com bonecos simbolizando a família foram confeccionados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Os motoristas também receberam fitas brancas para simbolizar a paz no trânsito. Familiares de vítimas fatais de acidentes também participaram da ação educativa.

Cláudio Lima, disse que as campanhas educativas de trânsito continuarão a acontecer intensivamente em todo o Estado, assim como ocorre com as fiscalizações para contar excessos e crimes de trânsito. Ele disse que o papel do Estado é incentivar e promover ações educativas para contribuir com a ação repressiva.
Rigor nas fiscalizações – O secretário Cláudio Lima afirmou que a fiscalização continuará em todo o estado e que a “Operação Sossego” apreenderá os veículos com irregularidades, assim como prenderá motoristas e motociclistas infratores. “O problema chegou a uma escalada inaceitável, com muitas mortes e o Brasil precisa repensar essa situação”, destacou, acrescentando que as ações educativas colaboram sim com a conscientização.

O evento deste domingo foi promovido pelo Detran e teve a participação do Batalhão de Policiamento de Trânsito, STTrans, Samu, Polícia Militar, Guarda Municipal, Proativa Cursos, MovPaz, Rotary Club, Serviço Social do Transporte (Seste), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e OAB, além de familiares de vítimas do trânsito.
A ação educativa teve como objetivo lembrar as vítimas da violência no trânsito com um pedido de paz e justiça, conscientizando a sociedade da necessidade de que cada um faça a sua parte na construção de um trânsito melhor e mais humano.

Parcerias no interior – O superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho, revelou que o trabalho que vem sendo desenvolvido em parceria com outros órgãos e com a sociedade civil está se expandindo para cidades do interior da Paraíba. Afirmou que a blitz educativa serve para conscientizar as pessoas fazendo com que cada um reflita sobre a necessidade de uma cultura de paz em ruas e estradas.
Almir Laureano, presidente do Movimento pela Paz, destacou que esta é uma caminhada permanente promovendo a paz no trânsito e em nome da vida.
O taxista Antonio José dos Santos agradeceu pela iniciativa da campanha que vai fortalecendo no dia-a-dia a consciência das pessoas. O advogado e especialista em educação no trânsito, Samuel Aragão, representou a OAB no evento. Ele preside a Comissão de Educação de Trânsito criada recentemente pela entidade. Aragão lembrou que em 1910 a Organização das Nações Unidas (ONU), representada à época por 176 países, aprovou um pacto pela paz no trânsito.

Parentes de vítimas participam
Nina Ramalho, filha, sobrinha e prima de três vítimas fatais da violência no trânsito, participou da mobilização e disse que as ações educativas contribuem com a conscientização, apesar de ainda ser grande o número de pessoas irresponsáveis ao volante ou pilotando motos.
O pai, o tio e um primo de Nina perderem a vida em um cruzamento da Avenida Epitácio Pessoa. Em 6 de maio de 2007, um motorista avançou o sinal a 142 quilômetros por hora. Há cerca de três anos o causador das três mortes está foragido.
Rosângela Soares, irmã do músico Ronaldo Soares, 19 anos, morto no trânsito há quatro meses, também esteve colaborando com a campanha. A mesma atitude teve Vanessa Morais, que em 2009 perdeu sua irmã Rafaela, 16 anos, atropelada em João Pessoa por um motoqueiro sem habilitação e com a moto sem emplacamento.

O pastor evangélico, Clovis Sérgio, no início dos trabalhos, pediu que todos orassem o Pai Nosso e em seguida participou das atividades.

O dia
O Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito foi estabelecido em outubro de 2005, durante assembléia geral da ONU, que decidiu que a data seria lembrada sempre no terceiro domingo do mês de novembro.

Em 2 de março de 2010, a ONU proclamou oficialmente o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito, com o objetivo de estimular esforços em todo o mundo para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves em acidentes no trânsito, e incluiu o Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito no calendário das atividades.

A programação preparada para ontem também contou com a celebração de uma missa, às 17h, na Igreja Menino Jesus de Praga, no Conjunto dos Bancários, na Capital.

CASC-PB/NOTICIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário