segunda-feira

Programa de Voluntariado

Cada vez mais, grandes corporações assumem e exercem uma responsabilidade maior perante a sociedade. Em contrapartida, a sociedade dá valor e preferência a produtos e serviços de empresas responsáveis socialmente e que contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos funcionários e das comunidades onde atua.
As empresas precisam estimular seus colaboradores a se envolverem voluntariamente em ações sociais e contribuir para a diminuição do impacto das desigualdades sociais. Com o objetivo de oferecer ao público interno a possibilidade de exercer sua cidadania por meio do trabalho voluntário estruturado, desde 2001, a Philips desenvolve o Programa de Voluntariado Corporativo.
Por sua competência tecnológica, capacidade criadora, recursos e liderança, a Philips almeja ser um agente de melhoria social e de mobilização das pessoas. Com ações específicas nas comunidades-alvo de seus projetos, a empresa estabeleceu como focos de atuação as áreas de saúde e educação. O engajamento nesses projetos de voluntariado busca reforçar a criação de um ambiente de trabalho em equipe, o aprendizado contínuo, e a importância da inclusão como facilitadora do desenvolvimento e do bem-estar coletivo.
Anualmente, a Philips faz uma grande campanha interna para divulgar o Programa de Voluntariado e receber novos integrantes para seus projetos. Os novos inscritos são capacitados por instituições parceiras para desenvolver plenamente o trabalho voluntário, inclusive no horário de expediente.
Aos voluntários veteranos, são oferecidas atividades de aperfeiçoamento e reciclagem de conhecimentos.
Uma pesquisa realizada em 2006 colocou o voluntariado da Philips entre os 10 melhores do Brasil, com base na análise dos casos selecionados para a publicação O Perfil do Voluntariado Empresarial no Brasil. Lançado pelo Instituto Rio Voluntário, o estudo tem como objetivo se tornar um instrumento de parâmetro e referência para a criação ou aperfeiçoamento de programas de voluntariado empresarial no País, assim como conhecer as tendências da atividade social e voluntária dentro do ambiente empresarial.
No México, o voluntariado fez visitas à comunidade Mazahua, como parte do apoio ao programa contra a violência familiar, e à Escuela Mano Amiga, que integra a aliança com a Fundación Altius. Os voluntários do México, Argentina e Chile também atuam como voluntários educadores do projeto EIC (Escolas de Informática e Cidadania), do CDI. No Chile, funcionários voluntários atuaram, também, no projeto de educação ambiental da Ilha de Páscoa. (link projeto Ilha de pácoa que será criado)
Na América Latina, cerca de 12% dos funcionários participam do programa de voluntariado.

CASC-PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário